AviaçãoEconomia e NegóciosTecnologia

A Conquista Espacial e a evolução da alta tecnologia

Escritora esteve em Brasília para tratar dos projetos de entretenimento

A Conquista Espacial e a evolução da alta tecnologia

A escritora e jornalista Miriam Rezende Gonçalves esteve na Força Aérea Brasileira (FAB), em Brasília. Miriam esteve na capital federal para tratar dos projetos de entretenimento que conduz desde a catástrofe que resultou na explosão da torre de lançamento de Alcântara,  que vitimou seu primo em agosto de 2003. Assim, a  reunião foi com o Brigadeiro do Ar, José Vagner Vital, vice-presidente do CCISE, órgão responsável pelo programa espacial brasileiro. Na pauta, a pauta foi o fato dos Estados Unidos, mais especificamente a Disney e a indústria cinematográfica de Hollywood,  terem criado a cultura aeroespacial no país. Eles aspiram fazer o mesmo por aqui.

A jornalista coleciona muitos anos dedicados ao programa espacial brasileiro em seu portfólio e explica que a conquista espacial existe para resolver os problemas e mazelas da Terra, ou seja, para garantir nossa sobrevivência. Qualquer discurso diferente disto, é falta de informação.

A Conquista Espacial e a evolução da alta tecnologia

A Conquista Espacial e a evolução da alta tecnologia
Brigadeiro do Ar, José Vagner Vital, vice-presidente do CCISE com Miriam Rezende

Exemplificando, temos a internet, que geralmente vem transmitida via algum satélite que está no espaço. Do mesmo modo, a câmera acoplada em nossos celulares surgiu da necessidade de desenvolver uma câmera de alta definição e compacta para caber na sonda do astronauta que iria para a Lua. Ainda mais, os mecanismos de pesquisa do google, o equipamentos de raio-x, equipamentos de ressonância magnética, o GPS, assim como a  previsão do tempo, esses e outros vieram da conquista espacial.

Acima de tudo, um outro exemplo é o amortecedor de tênis, veio da bota do astronauta. Ou,  ainda, que a medicina é a principal beneficiada como a cura do câncer, cura do HIV, a cirurgia de catarata, e tantas outras pesquisas científicas são enviadas dentro de um foguete. Isto é, até a gravidade zero, uma vez que no espaço não há bactérias o que facilita pesquisas científicas. 

A Conquista Espacial e a evolução da alta tecnologia

Então, Miriam é formada em jornalismo e pós-graduada pela Faap em Argumento e Roteiro para Cinema e Televisão. Por isso, em sua carreira, trabalhou como produtora de televisão em grandes emissoras. Como escritora, escreveu “Alcântara, a história inspirada na História”, que foi lançado recentemente. E, portanto, sendo resultado de mais de dez anos de pesquisa sobre o Programa Espacial Brasileiro.

“Trata-se de uma vasta pesquisa, até então inédita no país, assim como os temas do universo aeroespacial abordados no livro. Ainda desconheço outras pessoas abordando o assunto, mas felizmente já está começando a surgir”, finaliza a autora.

 

A Conquista Espacial e a evolução da alta tecnologia

 

Fotos: Divulgação / Acervo Pessoal

Fonte: Divulgação

Não deixe de ler: Novo imposto sobre transações digitais enfrenta resistência

Uiara Zagolin

Jornalista, Editora do portal Na Midia, colunista no TNYN NY News, membro da FEBRACOS - Federação Brasileira dos Colunistas Sociais, Vice Presidente da APACOS, Imortal da Acadêmia de Letras Artes e Ciências de São Paulo. Com formação no Canadá, EUA e UK.

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo