EsportesFutebol

Palmeiras Tricampeão da Libertadores

Conmebol Libertadores 2021 Palmeiras o Maior Campeão do Brasil

Palmeiras Tricampeão da Libertadores 1999 – 2020 – 2021

Conmebol Libertadores – 2021

Campeão de 2020, o Palmeiras defendeu seu título em 2021 e se consolidou como o melhor time brasileiro na CONMEBOL Libertadores. O Verdão demonstrou toda a sua tradição no torneio de maneira incontestável: para conquistar o tricampeonato, o Maior Campeão do Brasil superou em seguida três equipes que já venceram a competição continental, São Paulo, Atlético-MG e Flamengo.

Gabriel Veron e Gabriel Jesus.

Desde o início da campanha o time já deixou claro que não seria facilmente derrotado. Logo depois,  de abrir 2 a 0 contra o Universitario-PER fora de casa, o Palmeiras ficou com um jogador a menos quando Alan Empereur foi expulso e acabou cedendo o empate.

Enquanto isso, nos acréscimos, porém, Renan fez o terceiro gol alviverde e tornou-se o terceiro atleta mais jovem a marcar pelo Verdão na Libertadores, aos 18 anos, 11 meses e 2 dias, atrás apenas de Gabriel Veron e Gabriel Jesus.

Palmeiras Tricampeão da Libertadores
SE Palmeiras, disputa bola com o jogador, do CR Flamengo, durante partida final, da Copa Libertadores, no Estádio Centenário. Foto: Cesar Greco / Arquivos Pessoa do Site do Palmeiras

Por exempo, o duelo contra Independiente del Valle-EQU também foi uma partida com muitos gols, mas desta vez todos marcados pelo lado palestrino. No Allianz Parque, o time de Abel Ferreira superou o campeão da Copa Sul-Americana de 2019 por 5 a 0. Rony (duas vezes), Luiz Adriano, Patrick de Paula e Danilo Barbosa balançaram as redes.

Rony

Destaque da equipe na Libertadores de 2020, Rony manteve o ritmo na fase de grupos do torneio em 2021. Na vitória por 2 a 1 diante do Defensa y Justicia-ARG, o camisa 7 marcou duas vezes, anotando quatro gols em três jogos disputados. As duas assistências vieram de sua dupla de ataque, Luiz Adriano.

Naturalmente, a classificação antecipada para as oitavas de final veio na altitude de Quito, a 2,8 mil metros acima do nível do mar, contra um adversário que nunca havia perdido como mandante em torneios continentais. Com pênalti convertido por Raphael Veiga, nesse ínterim, o Verdão venceu o Independiente del Valle-EQU por 1 a 0 e chegou à marca de 12 jogos sem perder como visitante na competição sul-americana, igualando o recorde alcançado pelo River Plate-ARG de 2018 a 2019.

Com o time já garantido nas oitavas, o técnico Abel Ferreira promoveu um rodízio no time titular e deu descanso aos atletas mais desgastados. Em duelo movimentado no Allianz Parque, o Palmeiras buscou o empate três vezes, mas acabou superado por 4 a 3 pelo Defensa y Justicia-ARG com um gol nos acréscimos.

Palmeiras Tricampeão da Libertadores
Tricampeão da Libertadores da América 1999. 2020 e 2021 – Foto Divulgação – Arquivos Pessoa do Site do Palmeiras.

Allianz Parque

O Verdão fechou a fase de grupos com a maior goleada do time na Era Allianz Parque. Matías Viña, Zé Rafael, Willian, Gustavo Gómez e Rony (duas vezes) marcaram os gols do triunfo por 6 a 0 contra o Universitario-PER.

Do mesmo modo, nas oitavas de final, o clube se tornou dono, de forma isolada, da maior sequência invicta como visitante da história da Libertadores, com 13 jogos (marca que foi ampliada para 15 partidas até o fim da competição).

Por outro lado, na ida, o Palmeiras superou a Universidad Católica-CHI, em Santiago-CHI, por 1 a 0, com gol de pênalti batido por Raphael Veiga. Na volta, Marcos Rocha marcou e o placar de 1 a 0 não refletiu a superioridade alviverde diante do adversário: foram 18 finalizações contra apenas nove da equipe chilena.

Caminho alviverde mais uma vez.

O rival das quartas de final foi um velho conhecido que até então provocava más lembranças no torneio sul-americano. Ou seja, o São Paulo, que eliminou o Palmeiras nas edições de 1994, 2005 e 2006, entrou no caminho alviverde mais uma vez. Por outro lado, e disposto a quebrar essa escrita, ao mesmo tempo, o Verdão buscou um importante empate por 1 a 1 no primeiro jogo no Morumbi, após sair em desvantagem no placar. Patrick de Paula foi o autor do gol palestrino.

Raphael Veiga e Dudu

A volta no Allianz Parque foi um dos jogos mais inesquecíveis do clube na história da Libertadores. Sem dar a menor chance para o rival tricolor, assim, o Palmeiras se impôs e conquistou a classificação com um incontestável 3 a 0 com sabor de vingança. Ou seja, Raphael Veiga abriu o placar no início do primeiro tempo, logo, Dudu ampliou na segunda etapa e Patrick de Paula, mais uma vez, fechou a conta.

Técnico Abel Ferreira

Na semifinal, o Verdão tinha pela frente o elenco estrelado do Atlético-MG, líder do Campeonato Brasileiro. Em um duelo equilibrado, o técnico Abel Ferreira superou o atleticano Cuca mais uma vez, assim como na final da Libertadores de 2020 (na época, Cuca estava à frente do Santos). Apostando na importância do gol fora de casa, a princípio, o Alviverde fez um jogo seguro no Allianz Parque, impedindo que os adversários tivessem liberdade para atacar.

Bem como,  depois do 0 a 0 na ida, o time precisava de um empate com gols no Mineirão para garantir a vaga na final. Seguindo à risca o plano do treinador português, a equipe não se abalou mesmo depois que Vargas abriu o placar aos seis do segundo tempo. Mantendo a “cabeça fria e o coração quente”, o Palmeiras não deixou de acreditar na classificação em momento algum e, aos 22, logo após a entrada de Gabriel Veron, o jovem atacante ganhou de Nathan Silva em um lance de velocidade e rolou para Dudu colocar o Verdão na decisão.

Estádio Centenário.

Enquanto a maioria dos comentaristas esportivos e os torcedores rivais duvidavam das chances alviverdes de sair com a taça e viam o Flamengo como favorito, o clube chegou na final disputada em jogo único determinado a defender o seu título e provar sua tradição na CONMEBOL Libertadores. Então, mesmo em menor número, os palmeirenses logo após, incentivaram do início ao fim da partida e calaram os rubro-negros no Estádio Centenário.

Deyverson

Por outro lado, sempre decisivo, Raphael Veiga recebeu cruzamento de Mayke para abrir o placar logo aos cinco minutos do primeiro tempo. Assim, o Verdão controlou bem o jogo no primeiro tempo e só sofreu o empate aos 26 da segunda etapa, com gol de Gabriel Barbosa.

Portanto, na prorrogação, o Palmeiras pressionou no ataque e não deixou o Flamengo jogar até o momento em que Deyverson marcou o gol do tricampeonato da Libertadores para o clube e fez a festa alviverde em Montevidéu-URU.

O Maior Campeão do Brasil

De fato, com o triunfo diante do Flamengo, o Palmeiras entrou para o grupo dos times brasileiros com mais títulos de Libertadores, junto de Grêmio, Santos e São Paulo, todos com três taças. Além disso, o Alviverde se tornou o clube do país com mais finais disputadas (seis, ao lado do São Paulo – o Verdão disputou as de 1961, 1968, 1999, 2000, 2020 e 2021).

O Maior Campeão do Brasil fechou a edição de 2021 como a equipe nacional com mais participações no torneio (21, assim como São Paulo e Grêmio), mais jogos (210), mais vitórias (117), mais vitórias como visitante (44), mais gols (392), mais gols como mandante (233) e mais gols como visitante (156 tentos).

Palmeiras Tricampeão da Libertadores
Troféu do tricampeão da libertadores Palmeiras 1999 – 2020 – 2021 – Foto Divulgação / Arquivos Pessoa do Site do Palmeiras

Campanha:

13 jogos (9 vitórias, 3 empates e 1 derrota)
29 gols marcados
10 gols sofridos

Jogo decisivo:

Palmeiras 2 × 1 Flamengo
Conmebol Libertadores: (Final – jogo único)
Data: 27/11/2021
Estádio: Centenário. Montevidéu-URU
Árbitro: Nestor Pitana (ARG)
Cartões amarelos: Piquerez, Gustavo Gómez, Abel Ferreira e Felipe Melo (PAL); Rodrigo Caio, Gabriel e De Arrascaeta (FLA).
Gols: Raphael Veiga (5’ do 1ºT-PAL), Gabriel (26’ do 2ºT-FLA) e Deyverson (3’ do 2ºT da prorrogação-PAL)

Palmeiras: Weverton; Mayke (Gabriel Menino), Luan, Gustavo Gómez e Piquerez (Felipe Melo); Danilo (Patrick de Paula), Zé Rafael (Danilo Barbosa), Raphael Veiga (Deyverson) e Gustavo Scarpa; Dudu (Wesley) e Rony. Técnico: Abel Ferreira.

Flamengo: Diego Alves; Isla (Matheuzinho), Rodrigo Caio, David Luiz e Filipe Luís (Renê); Willian Arão, Andreas (Pedro), Everton Ribeiro (Michael) e De Arrascaeta (Vitinho); Bruno Henrique (Kenedy) e Gabriel Barbosa. Técnico: Renato Gaúcho.

Palmeiras Tricampeão da Libertadores.

Palmeiras Tricampeão da Libertadores
Conmebol Libertadores Tricampeão 1999 – 2020 – 2021 – Foto Divulgação / Arquivos Pessoa do Site do Palmeiras

Fotos: Cesar Greco – Divulgação / Arquivos Pessoa do Site do Palmeiras

           Fonte: Departamento de Comunicação
Assessoria de Imprensa da Sociedade Esportiva Palmeiras

Site Oficial do Palmeiras: palmeiras.com.br 

Fotos e Artes: Divulgação – Arquivos Pessoa do Site do Palmeiras.

Fonte: Departamento de Comunicação do site oficial do Palmeiras 

Rigorosamente falando, Fifa reconhece mundial de 1951 do Palmeiras

Veja mais: Palmeiras Bicampeão da Libertadores

Confira agora: Palmeiras Tricampeão da Libertadores

Clica no Link: Palmeiras é campeão da Copa São Paulo de Futebol Júnior! Palmeiras conquista titulo inédito da copinha

Clica aqui! Palmeiras tetra campeão da copa do brasil

Leia mais! Abel projeta final e valoriza experiências de 2020

Marcos Morrone

Nascido em São Paulo Capital. CEO do Grupo Morrone Comunicações Ltda.

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Botão Voltar ao topo