Eventos

Confira a programação online da Casa-Museu Ema Klabin

Intervenções , atividades educativas e ações musicais movimentam as redes sociais

Confira a programação online da Casa-Museu Ema Klabin

Durante a quarentena, a Casa-Museu Ema Klabin leva uma programação repleta de atrações em suas redes sociais pelo programa #CasaMuseuEmCasa

Nas redes sociais do museu, você também poderá rever exposições, aprender mais sobre arte com atividades interativas como Mitologias na Coleção e Obra em Sua Casa, assistir shows de alto nível e também ficar conhecendo mais sobre esse museu incrível, antiga residência da colecionadora e mecenas Ema Klabin (25/01/1907 – 27/01 /1994), que conta com um acervo que abrange mais de três mil anos de história da arte.

Intervenções artísticas:

Entre a programação de junho, destaca-se a intervenção artística Anaconda (2017) do artista plástico paulistano, radicado em Berlim, Alex Flemming. Nela, Flemming exibe pinturas de cobras e serpentes, sobrepostas em treze tapetes persas dispostos no chão dos cômodos da Casa-Museu. “A ideia foi que o público pudesse andar nessas obras de arte”, explica o artista em vídeo que pode ser conferido no instagram.

Além disso, outra intervenção que está em destaque nesse mês é o Serviço das Formigas (2013) do artista João Loureiro. Com curadoria de Gilberto Mariotti, o trabalho, inclusive,  foi constituído por um trem que circulou pela Fundação, dentro e fora da casa, transportando um jogo completo de louça com desenhos de formigas carregando objetos. Nos desenhos, portanto,  há várias referências às coleções da casa. Como, por exemplo, a coleção de louças da Companhia das Índias , às festas que aconteciam ali. Além disso, à situação de trabalho e também ao próprio universo das formigas.

Música para alegrar a quarentena:

Assim sendo, a  Casa-Museu Ema Klabin continuará levando, através das redes sociais,  conteúdo musical pelo  Programa Tardes Musicais em Casa.

 “Todas as terças-feiras do mês de junho, subiremos nas redes sociais do museu um vídeo com uma música inédita do espetáculo Mental Abstrato realizado na Casa-Museu Ema Klabin em 2019, sempre trazendo curiosidades sobre as mesmas. Também  às quintas-feiras, dando continuidade à parceria com o projeto Violão e Ponto, teremos apresentações inéditas gravadas por violonistas direto de suas residências”, explica o produtor musical Thiago Guarnieri.

Além disso, é possível rever espetáculos completos que estão disponíveis no canal do YouTube da Casa-Museu. Ccomo, por exemplo: Orquestra Mundana Refugi, Ensemble Harmoniemusik, Vozes Bugras,  e também Geovana.

Mental Abstrato:

Nas terças (9, 16, 23 e 30 de junho),  a Fundação vai apresentar músicas inéditas do show Mental Abstrato. O show foi  realizado em setembro de 2019 nas dependências da Casa-Museu. Inserido, portanto,  no tema institucional de 2019 – Identidades Paulistanas – o grupo apresentou seu segundo álbum, “UZOMA”, gravado no Red Bull Music Studios SP, além disso,  algumas músicas do primeiro álbum “Pure Essence”. Portanto, são 15 anos de trajetória, inclusive com discos lançados no Japão, EUA e também em alguns países da Europa.

Casa-Museu Ema Klabin e  Violão e Ponto:

Thaís Nascimento - Crédito foto Ita Pritsch.
Thaís Nascimento – Crédito foto Ita Pritsch.

Nas quintas-feiras, dias 11, 18 e 25 de junho e 2 de julho de 2020, às 17 horas, a Casa Museu Ema Klabin, em parceria com o Clube do Violão Solo – Violão e Ponto, apresentará um novo ciclo de interpretações inéditas gravadas por violonistas, especialmente para esta ação. De certo, o  conteúdo poderá ser visto através das redes sociais da Fundação. Os violonistas já confirmados são: Vinícius Motta, Thaís Nascimento, Leandro Sofia e também Flavio Rodrigues.

Dia Mundial do Refugiado – Venha relembrar o show com a Orquestra Mundana Refugi

Orquestra-Mundana-Refugi-Foto: Daniel Kersys-
Orquestra-Mundana-Refugi-Foto: Daniel Kersys

O Dia Mundial do Refugiado é reconhecido em 20 de junho como oportunidade para reconhecer a força de muitas pessoas que deixaram suas casas e países por guerras, perseguições e também violações dos direitos humanos. Em reconhecimento à data, a Fundação Ema Klabin relembra, portanto,  a apresentação da Orquestra Mundana Refugi. Idealizada por Carlinhos Antunes, a orquestra reúne musicistas de diversas etnias e culturas.

Enfim, estão disponíveis no site www.emaklabin.org.br e nas redes sociais do museu uma série de outras ações online para levar informação, cultura, reflexão e também diversão ao público. Acompanhem!

Live reúne artistas em prol da Orquestra de músicos refugiados:

A Fundação Ema Klabin apoia a iniciativa dos músicos Carlinhos Antunes e Gabriel Levy que farão uma série de atividades para arrecadar recursos para a manutenção da Orquestra Mundana Refugi durante a quarentena. A primeira ação ocorrerá sexta-feira, 5 de junho às 21h, no canal do Estúdio 185,   na plataforma YouTube. A Live contará, portanto,  com interpretações de músicas que o duo realiza há mais de trinta anos. Além disso, participação especial de Badi Assad, Fabiana Cozza e Letícia Sabatella.

Canal do Youtube Carlinhos Antunes & Gabriel Levy: 

Serviço: #CasaMuseuEmCasa

Intervenção Anaconda (2017) – Alex Flemming e  Intervenção Serviço das Formigas (2013) João Loureiro – disponível no site do museu

Músicas inéditas do show do grupo Mental Abstrato

Datas: Terças-feiras, dias 09, 16, 23 e 30 de junho de 2020, 17h

Apresentações inéditas de violão – Parceria Violão e Ponto

 11 de junho de 2020 – 17h – Thaís Nascimento interpreta Gaúcho e Ó abre alas (Chiquinha Gonzaga).

25 de junho de 2020 – 17h-  Leandro Sofia

02 de julho de 2020 – 17h – Flavio Rodrigues

Vinícius Motta apresenta Xodó da Baiana (Dilermando Reis) e Sons de Carrilhões (João Pernambuco). (Disponível site)

Fundação Ema Klabin

Site: https://emaklabin.org.br/

YouTube

Facebok:

Instagram: @emaklabin

Fotos: Henrique Luz, Ita Pritsch, Daniel Kersys – Divulgação / Arquivo Pessoal

Fonte: Cristina Aguilera
Assessoria Imprensa

Sala Solidária de Meditação e Realinhamento dos Chakras: Veja como começar a meditar

Cristina Aguilera

Cristina Aguilera é jornalista com pós graduação em Mídias na Educação pela Universidade de São Paulo (USP) . Foi repórter de tv, rádio, revista, assinou colunas de Turismo e Moda. É co autora do livro “ A educação contada pela imprensa” junto com Cesar Callegari. Adora moda, turismo, educação, literatura, designer e cultura.

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo