Saúde e Bem-Estar

Por que devemos falar sobre saúde mental?

Pandemia faz com que assunto vire pauta em diferentes locais

Por que devemos falar sobre saúde mental?

Nos últimos dias, o tema saúde mental tomou conta da mídia. Aliás, foi após Naiara Azevedo ter uma crise de ansiedade no reality Big Brother Brasil e o surfista Gabriel Medina anunciar uma pausa na carreira para cuidar da mente. Além do anúncio do divórcio com a modelo Yasmin Brunet.

Além disso, de acordo com uma pesquisa realizada pela UERJ (Universidade do Estado do Rio de Janeiro), os casos de depressão aumentaram em 50% durante a quarentena por conta da Covid-19, e a ansiedade e o estresse, em 80%. “Porque a pandemia trouxe esse estado de  alerta,  estado de emergência o tempo todo. Enfim, está mais comum vermos as pessoas chegando no seu limite. Além disso, podemos chamá-lo de colapso emocional, exaustão emocional. Momento em que  o nosso corpo e a nossa mente nos colocarão em necessidade de pausa para uma reestruturação e recuperação do equilíbrio”, explica Renata Lima, psicóloga, especialista em Programação Neurolinguística e Terapia Estratégica.

Cuidando da saúde mental

Mas cuidar da mente é essencial por toda vida. “Os primeiros anos de vida funcionam como base para a nossa  formação. Hoje, a  consciência sobre saúde mental infantil e o bem estar emocional já são assuntos em pauta no ensino infantil, considerando que são fundamentais para o desenvolvimento de uma pessoa saudável. Fala-se muito também sobre a rotina, sobre a  importância da redução do uso de eletrônicos, importância da atividade física e da alimentação saudável para as crianças, além da  relação de respeito à autonomia e da comunicação aberta e transparente a respeito dos pensamentos e emoções”, conta.

Colocar esse tema em evidência abre portas para a prevenção do adoecimento emocional. Pois tratar sobre o tema na mídia incentiva as pessoas a mudarem suas vidas e buscarem o bem-estar. “Inclusive, acabamos de passar pelo Janeiro Branco que tem exatamente esse propósito de conscientização e incentivo ao cuidado com a saúde mental. Acompanhamos casos como os citados acima, as pessoas se identificam, refletem,  processam a respeito e tendem a buscar um tratamento para resolução”, acrescenta Renata.

Quando procurar ajuda?

Vivemos altos e baixos no dia a dia, mas em determinadas fases da vida, essa diferença entre um estado e outro pode ser mais significativa e impactar a saúde como um todo. “Logo, cito sobre ficarmos atentos aos sinais que o corpo nos dá. Esse impacto na saúde, desencadeia sintomas físicos, emocionais e relacionais que  geralmente reforçam a necessidade de busca por um tratamento. Assim, por exemplo, traumas, luto (perdas significativas, rupturas), transtornos do sono e transtornos alimentares, stress, transtornos de ansiedade, depressão”, completa.

O tempo agrava o conflito, então procurar ajuda profissional logo no início do desconforto aumenta a probabilidade de resolução com maior brevidade. A Psicoterapia é para todo mundo e em qualquer momento da vida, seja para tratar ou prevenir alguma condição. “O autocuidado é fundamental. Ter um bom planejamento do tempo, recuperar a capacidade de descansar e ter prazer na vida, manter as relações saudáveis, ter um cuidado com o sono e alimentação, realizar atividades físicas regularmente, são pilares para a boa condição. Se ouvir e também comunicar sobre os sentimentos possibilitam uma vida mais leve e congruente.

É importante também expandir o olhar para a vida e aprender a valorizar os bons momentos e conquistas de cada dia. Nossos olhos podem querer realçar as dificuldades, mas sabemos que cada dia terá ao menos um motivo para agradecer. De fato, traçar objetivos, listar os desejos, movimentar o corpo, fazer algo que gosta diariamente, fortalecem o autocuidado”, finaliza a especialista.

Fonte: Renata Lima, psicóloga, especialista em Programação Neurolinguística e Terapia Estratégica. @renatalima.psicoterapia.

Capa: Pexels

Leia também: Vale a pena investir em criptomoeda em 2022?

Juliana Umbe̊lino

Escritora e social media, atua com revisão e produção de conteúdo para web. Editora de SEO para WordPress há mais de 9 anos. CEO na @vemprapalante. É autora publicada pela editora Qualis. Ministra palestras sobre web, mídias sociais e influenciadores. Além disso é apaixonada por livros, filmes, séries, quadrinhos, teatro e música (principalmente folk e rock'n'roll). É uma nerd raiz, por assim dizer.

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Botão Voltar ao topo