Economia e Negócios

Equipe precisa de gestão de conflito

Especialista mostra a importância de analisar os tipos de perfis comportamentais em uma equipe

É possível gerenciar conflitos dentro da empresa?

Conviver e lidar com pessoas não é uma tarefa fácil. Antes de tudo, exige esforço e paciência, principalmente no mundo corporativo. Cada indivíduo possui diferentes competências e habilidades, que são construídas com as vivências e experiências ao longo da vida. Da mesma forma, elas irão interferir no seu comportamento.

O objetivo de todo gestor é trabalhar a atração e a retenção de talentos para a sua equipe. Esse processo já começa no recrutamento e seleção, e passa por diferentes estratégias que possibilitam a manutenção do bom colaborador. “Porém, há um quesito que é essencial, mas nem sempre é considerado: o perfil comportamental”, completa a empresária Valéria Bax.

É ideal que haja equilíbrio entre os diferentes tipos de postura para aumentar a produtividade da equipe e assegurar o alcance de bons resultados a despeito de conflito. “Para que isso aconteça, é preciso identificar os perfis já existentes, para realizar um processo de contratação mais direcionado e contribuir para que os profissionais atuais extraiam o melhor dos seus potenciais”, esclarece.

Perfil comportamental em uma equipe

Pode-se definir como perfil comportamental, a maneira utilizada para decodificar as posturas adotadas por alguém diante de determinados estímulos. “Em outras palavras, é uma forma de compreender e identificar qual será a reação do colaborador diante de uma situação específica”, frisa a empresa.

Por exemplo, tem aquele que trabalhe melhor e seja mais produtivo sob pressão, enquanto outros preferem fazer tudo antecipadamente e com calma. Ao mesmo tempo, existem pessoas que reagem muito mal a feedbacks e/ou têm pouca inteligência emocional para lidar com críticas. “Logo, com cada perfil encontrado, é necessário trabalhar para extrair seu potencial máximo”, aconselha.

Como colocar em prática junto com a equipe?

Primeiramente, a análise de perfil começa já na contratação. ”No entanto, ela também é indicada para equipes já constituídas. Pois, por meio desse mapeamento, você saberá o que ainda é necessário aprimorar e quais competências seria importante obter”, conta.

Além disso, é importante sempre realizar testes com as equipes para saber identificar as características de cada um. Se for preciso, remanejar para tornar o trabalho mais produtivo e evitar conflito. “Conhecer cada pessoa te ajudará a lidar com diversas situações e mapear o estilo de comportamento que a empresa precisa de acordo com o serviço prestado”, finaliza Valéria.

Foto: Divulgação

Valéria Bax, empresária com mais de 30 anos de carreira, em Belo Horizonte (@institutoevex e @valeria.bax), conselheira no ramo alimentício, master coach e sócia-fundadora do Instituto Evex).

Fonte: Assessoria de Imprensa

Fotos: Pexels – Divulgação / Arquivo Pessoal

Leia Também: Adolescente não sai do quarto? Entenda!

Juliana Umbe̊lino

Escritora e social media, atua com revisão e produção de conteúdo para web. Editora de SEO para WordPress há mais de 9 anos. CEO na @vemprapalante. É autora publicada pela editora Qualis. Ministra palestras sobre web, mídias sociais e influenciadores. Além disso é apaixonada por livros, filmes, séries, quadrinhos, teatro e música (principalmente folk e rock'n'roll). É uma nerd raiz, por assim dizer.

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Botão Voltar ao topo