Economia e NegóciosNegóciosTecnologia

CEO Google pede regulamentação da inteligência artificial

Tecnologia traz benefícios, mas também consequências negativas

CEO Google pede regulamentação da inteligência artificial.

Sunder Pichai, CEO do Google, disse que a tecnologia, ao mesmo tempo pode trazer benefícios, assim como pode trazer consequências negativas, logo precisa-se de uma abordagem equilibrada para regular a inteligência artificial,

CEO Google pede regulamentação da inteligência artificial
Suder Pichai CEO da Google Foto: Maurizio Pesce

Os comentários de Pichai aparecem quando legisladores e governos consideram seriamente colocar limites em como a inteligência artificial é usada.

“Não há dúvidas de que a inteligência artificial precisa ser regulada. A questão é a melhor maneira de abordar isso”, disse Pichai.

Governos tem papel importante na regulamentação

Pichai observa que há um papel importante a ser desempenhado pelos governos e que, à medida que a União Européia bem como os Estados Unidos começarem a elaborar suas próprias  abordagens à regulamentação, logo, o alinhamento internacional de quaisquer regas eventuais será crítico.

CEO do Google pede regulamentação.

Pichai, tem programado um encontro com a dinamarquesa “Margrethe Vestager”, que comanda o poderoso regulador de concorrência da UE.

Gigantes sob os olhares do Regulador de Concorrência da UE

Nos últimos anos, a Vestager atingiu a gigante do Vale do Silício com multas de bilhões de dólares por supostamente abusar de seu domínio de mercado para sufocar a concorrência. Depois de ser reconduzida para um segundo mandato no outono passado, com amplos poderes sobre as políticas de tecnologia digital. Por fim, Vestager agora se concentra na inteligência artificial e está elaborando regras sobre seu uso ético.

Margrethe Vestager na Comissão da União Europeia para concorrência
Comissário da Concorrência da União Europeia, Margrethe Vestager
Foto: John Thys AFP Getty Images

A maior multa tributária da história

Em 2016, após uma investigação de dois anos , Vestager condenou a Apple pagasse a maior multa tributária da história no valor de 13 bilhões de euros, além dos juros, em impostos irlandeses não pagos entre 2004 e 2014.

Outras ações impostas pela Comissão liderada por Margrethe Vestager:

  • outubro de 2017, a Vestager ordenou que a Amazon pagasse 250 milhões de euros em impostos atrasados.
  • janeiro de 2018, a Comissão da UE multou a Qualcomm 997 milhões de euros por supostamente abusar de seu domínio de mercado em chipsets de banda base LTE .
  • julho de 2018, ela multou a Google em 4,3 bilhões de euros por consolidar seu domínio na pesquisa na Internet, vinculando ilegalmente seus serviços e outros aplicativos móveis ao Android.
  • 22 de janeiro de 2019, ela multou a Mastercard em € 570 milhões por impedir que os varejistas europeus comprem por melhores condições de pagamento.
  • março de 2019, a Vestager igualmente ordenou que o Google pagasse uma multa de 1,49 bilhão de euros por práticas abusivas em publicidade online.

Encontre seu imóvel em Balneário Camboriú na Melhor Imóveis

TRUMP: “Ela odeia os Estados Unidos”

Por outro lado o trabalho de Vestager como comissário de concorrência da UE, recebeu críticas do presidente dos EUA. Donald Trump  também a apelidou de “Senhora Fiscal” da UE), afirmando “Ela odeia os Estados Unidos, talvez pior do que qualquer pessoa que eu tenha conhecido”.

Pichai, CEO do Google pede regulamentação e espera impedir uma repressão generalizada da UE.

Os comentários de Pichai, sugerem que a empresa  espera impedir uma repressão generalizada da UE à tecnologia. Vestager e a UE estão entre os reguladores mais agressivos de grandes empresas de tecnologia. Uma abordagem que as autoridades americanas adotaram com investigações sobre o domínio de empresas como Google, Facebook e Amazon.

“A regulamentação sensata também deve adotar uma abordagem proporcional, equilibrando tanto possíveis danos, como também oportunidades sociais”, disse ele. Acrescentando, disse também, que poderia incorporar padrões existentes, como o rígido Regulamento Geral de Proteção de Dados da Europa, em vez de começar do zero.

Inteligência artificial: Benefícios, Preocupações e Desvantagens

Ao mesmo tempo, Pichai levantou preocupações sobre possíveis desvantagens da inteligência artificial. Embora prometa grandes benefícios citando como exemplo, seu papel na tecnologia de reconhecimento facial, que pode ser usada tanto para encontrar pessoas desaparecidas, bem como para “razões nefastas” .

Em 2018, o Google prometeu não usar a IA em aplicativos relacionados a armas, vigilância que viola as normas internacionais ou que funciona de maneira contrária aos direitos humanos.

Pichai, posteriormente também deve se reunir com Frans Timmermans, o comissário da UE que supervisiona o Acordo Verde Europeu. Por fim o plano do bloco de combater as mudanças climáticas, tornando o continente neutro em carbono até 2050, inclusive por meio de tecnologia.

Fotos: Maurizio Pesce / John Thys AFP Getty Images

Foto da Capa: Divulgação

Fonte:  https://apnews.com/ by Kelvin Chan em Twitter.com/chanman

Tecnologia: Robôs estão inibindo salários de americanos

Carlos Alberto Alonso

Nascido em São Paulo-SP - Brasil. Formado em Economia pelas FMU, tendo atuado em empresas de 1ª linha como: The First National Bank of Boston, Grupo Bunge Born, Valmet Oi, Citrosuco Paulista S/A, Brahma e AmBev, atualmente atuando como trader no mercado forex. 

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
EgoNotícias

MANTENHA-SE ATUALIZADO

Assine a nossa newsletter e receba em primeira mão as principais notícias do Brasil e do mundo.