Feiras e Eventos

Festival Brasileiro da Cerveja encerra com resultados positivos

Data para 2021 já está definida

Festival Brasileiro da Cerveja encerra com resultados positivos. Terminou neste sábado (14), o Festival Brasileiro da Cerveja de 2020. Em sua 12ª edição, o evento reuniu 27.785 visitantes, uma queda de 12% em relação ao ano passado. A programação aconteceu de 11 a 14 de março, em Blumenau (SC).

Para o Presidente da realizadora do evento, a Associação Blumenauense de Turismo, Eventos e Cultura (ABLUTEC), Develon da Rocha, o crescimento do público no primeiro dia, sem dúvida, se refletiu no potencial do evento, caso a crise do Covid-19 não tivesse se intensificado.

“Tivemos um aumento de 14% no número de visitantes na quarta-feira (11). Nos dias seguintes, conforme o volume de casos foi aumentando, essa diferença foi reduzindo até que chegássemos a esse resultado”, comenta. “É um cenário inesperado. Além disso, tivemos dezenas de ônibus cancelados”, diz.

Segundo ele, a diretoria da entidade está feliz com o resultado, especialmente considerando o contexto global. “Este foi um ano chave no relacionamento com as cervejarias. Buscamos ouvir mais sobre as demandas do setor, entender o papel do Festival Brasileiro da Cerveja e entregar mais valor. Seguiremos nesse caminho para que a 14ª edição seja ainda melhor”, acrescenta.

O Festival Brasileiro da Cerveja

O evento contou com mais de mil rótulos de 100 expositores, reunidos nos setores 1 e 2 do Parque Vila Germânica. O público também apreciou 20 atrações musicais em 28 horas de shows e um menu com mais de 60 opções gastronômicas de 12 estabelecimentos.

Festival Brasileiro da Cerveja encerra com resultados positivos. Divulgação
Festival Brasileiro da Cerveja encerra com resultados positivos. Divulgação

No próximo ano, o Festival Brasileiro da Cerveja acontecerá de 10 a 13 de março. O evento de 2020 contou com o patrocínio de Agrária, Angeloni, Fruki e Memo. Além disso, contou com o apoio da Prefeitura de Blumenau e do Parque Vila Germânica.

Eventos paralelos do Festival Brasileiro da Cerveja 

Para Diretoria da ABLUTEC, o contexto da semana dedicada à cerveja em Blumenau merece, acima de tudo, ser celebrado. Isso inclui o Concurso Brasileiro de Cervejas e a Feira Brasileira da Cerveja, eventos dedicados à aspectos mais técnicos da bebida e que, além disso, reforçam a ligação da cidade com a cadeia produtiva do setor.

O Concurso Brasileiro de Cervejas foi o maior da história, a saber: foram 634 marcas concorrendo, com um número superior a 3,2 mil amostras. Mais de 200 medalhas foram entregues pela competição, que este ano teve a coordenação técnica da Escola Superior de Cerveja e Malte. Os impactos para o mercado vão além das premiações. “O time de jurados, que é referência internacional, oferecendo feedbacks para as marcas brasileiras, sem dúvida, trouxe uma riqueza de informação muito importante para as marcas. A contribuição do concurso é imensurável neste aspecto”, comenta Develon.

Em relação à Feira Brasileira da Cerveja, foram 76 expositores de seis nacionalidades. Cerca de seis mil visitantes acompanharam novidades não somente em matérias-primas e tecnologia, mas também, em equipamentos e inovação para a produção de cervejas. De acordo com o presidente da ABLUTEC, o evento deve trazer novidades para ampliar ainda mais a estrutura em 2021.

Fotos: Divulgação

Foto da Capa: Divulgação

Fonte: Assessoria/Divulgação

#GustavoSiqueira 

Gustavo Siqueira

Gustavo Siqueira, reconhecido pelo seu carisma e profissionalismo, iniciou sua carreira como articulista do Jornal de Santa Catarina com APENAS 11 anos de idade, e desde então, atuou em inúmeros veículos de comunicação. São mais de duas décadas de expertise na mídia impressa e televisiva, com dezenas de premiações no Brasil e Exterior. Autor de 11 livros e organizador de três outros, Siqueira apresentou diversos programas de televisão, preside o IGE (Instituto Gigantes da Ecologia) e assina colunas em diversos veículos da mídia impressa no estado e nacionalmente. Já recebeu o título de “Jovem Cidadão do Brasil” pela Soroptmist International of the Americas, o “Mérito Jornalístico” da UNESCO e o Prêmio “Cultural Brasil” da Embaixada Universal da Paz em Genebra, entre tantos outros conquistados ao longo de 20 anos de atuação no mercado de comunicação. É membro do Publishers Brasil, da União Brasileira de Escritores, da Sociedade Brasileira de Autores Teatrais, da Federação Brasileira de Colunistas Sociais, da Sociedade Brasileira de Estudos Interdisciplinares da Comunicação e ocupa a cadeira Frei Odorico Durieux na Academia de Letras de Blumenau/SC (ALB).

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo