CulináriaEconomia e NegóciosGastronomia

Culinária chinesa: saia dos estereótipos e conheça sua história

Sua cultura milenar, cheia de conceitos espirituais e sociológicos, está impregnada em cada pequeno ponto de sua gastronomia.

Culinária chinesa: saia dos estereótipos e conheça sua história. A China é o maior país do mundo. Mas, por estar distante geograficamente, não tem sua história bem conhecida pela população ocidental. O que acaba se destacando são visões estereotipadas e hegemônicas – pra nem falar preconceituosas, como a famosa piadinha do “pastel de frango” e do olhinho puxado – porém, como sempre, tem muito mais a oferecer.

Sua cultura milenar, cheia de conceitos espirituais e sociológicos, está impregnada em cada pequeno ponto de sua gastronomia. O ocidente incorporou vários deles, como a mistura do doce com o salgado ou as cores diversas, mas nunca tentou entender o que estava por trás disso tudo.

O primeiro fato a se destacar é que o conceito fundamental dos pratos está conectado ao Yin e Yang, o que pode ser explicado superficialmente como a sombra e a luz, duas partes opostas que compõem um todo. Tudo na vida possui dois lados complementares e indissolúveis. Um precisa do outro e as coisas só estarão completas se equilibrarem ambas as partes.

Culinária Chinesa
Culinária Chinesa – Foto: Reprodução

O doce e o salgado, o picante e o azedo (agridoce), o quente e o salgado estão presentes em diversos pratos chineses. Para eles, a cor, o aroma e o sabor têm exatamente a mesma importância, não existe comida perfeita sem que estes fatores não estejam equilibrados. O famoso “mexidão” brasileiro, por exemplo, jamais faria sucesso na China.

Se por aqui, detalhes curiosos como o biscoito da sorte fazem sucesso e ajudam a enriquecer os donos dos restaurantes chineses, na China, eles são produzidos artesanalmente, com o significado muito mais espiritual e profundo. Pelo mundo, ele já ajudou até a algumas pessoas ganharem na loteria! Diferenças culturais…

culinária chinesa
Culinária Chinesa – Foto: Reprodução

No norte do país asiático, a culinária está mais ligada às massas (que depois foram apresentadas aos italianos por Marco Polo) e às frituras, enquanto no sul, as misturas inusitadas – algumas vezes bem indigestas – são mais comuns, mas nem todas são incentivadas ou apoiadas por toda a população.

Barbatanas de tubarão, insetos fritos, carne de cachorro, cobras e outras “iguarias” se tornaram palatáveis por um fator histórico e inegável: a fome! O país atravessou uma gigantesca crise alimentar (basta pensar no tamanho da população para imaginar o desespero), com guerras, secas e muita pobreza que causou uma procura desesperada por alimentos.

Culinária Chinesa
Culinária Chinesa – Foto: Reprodução

Alguns pratos acabaram se tornando populares, outros viraram um tipo de folclore – com certo fundo de verdade, haja vista a fonte de proteínas que insetos e aracnídeos possuem – e outros diminuem o consumo ano a ano, como a carne de cachorro, repudiada pelas novas gerações forte campanha do ocidente, que pressiona a China pelo fim do consumo.

Sem julgamentos coloniais e imperialistas, pois praticamente todos os países possuem pratos exóticos e surpreendentes. O Brasil não está de fora disso. Lembre-se de que por aqui se come coração de frango, sarapatel e buchada! Já imaginou um estrangeiro se deparando com estes pratos pela primeira vez? Até a tanajura é uma comida considerada comum – e gostosa – em algumas partes do país…

Culinária Chinesa
Culinária Chinesa – Foto: Reprodução

Os principais condimentos da culinária chinesa, nem sempre utilizados pelo brasileiro médio, são: chilli, gengibre, curry, anis estrelado, araruta, gergelim, chás locais, glutamato monossódico (odiado pelos nutricionistas), e a Agar-agar, pequeninas algas que lembram gelatina sem sabor.

Uma diferença essencial entre a culinária chinesa e a nipônica: os continentais não misturam bebidas com os alimentos, principalmente o álcool. No máximo, um chá verde, digestivo. E também não se come sobremesas. Também há poucas frutas, além das locais, As porções são sempre pequenas e nunca se utiliza facas à mesa. Isso é tarefa pros chefs!

Veja Mais: Ator Lochlyn Munro da Série Riverdale é presenteado no Brasil com joia por Hair Stylist Mônica Aguirre

Samuel Aguiar

Nascido em Belo Horizonte. Graduando em Ciência da Computação pela Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG). Influenciador, produtor de conteúdo digital e programador chefe do portal Ego Notícias.

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
EgoNotícias

MANTENHA-SE ATUALIZADO

Assine a nossa newsletter e receba em primeira mão as principais notícias do Brasil e do mundo.