CondomíniosFeiras e Eventos

Congresso Nacional reúne referências Área Condominial

Painéis de debates e Networking entre síndicos e especialistas.

Congresso Nacional Gábor reúne referências da Área Condominial.

Em primeiro lugar, são mais de 18 especialistas nacionais referências no segmento condominial de vários estados brasileiros assim, passaram pelo palco do 4º Congresso da Gábor de Síndicos e Administradores, realizado dia 19 de outubro em São Paulo.

Interatividade – Painéis de debates e Networking entre síndicos e especialistas.

Assim também, a novidade deste ano foi a interatividade entre o púbico e os palestrantes que, através de palestras e painéis, abordaram novas formas de gestão nas variadas vertentes do segmento condominial.

Por exemplo:

Vão desde a eleição do síndico e passos para ter uma comunicação assertiva, plano de manutenção do condomínio, contração de colaboradores, parcerias com administradoras, assessoria jurídica que caminha junto com a administração do síndico, a tecnologia aliada a segurança e outros serviços e equipamentos do condomínio.

Segundo Ricardo Karpat, Diretor da Gábor RH, Além disso, quer dizer:

“O Congresso foi inovador, interativo e teve como objetivo a atualização dos síndicos, com muito Networking, onde o síndico tem o papel fundamental na mudança do mundo da coletividade”.

Congresso Nacional reúne referências Área Condominial
Congresso GaborRH – Foto: Divulgação

Por outro lado, a profissionalização é um fato no Brasil inteiro e a cadeia inteira do mercado condominial é amadora e pouco qualificada. Para o especialista em condomínios Gabriel Karpat, ou seja, “o síndico precisa manter a qualidade e ir em busca da reeleição, ter noções de todas as áreas afins que competem a administração condominial desde como fazer uma ata, assembleia, convocação até noções de engenharia.

Destacou as três armadilhas principais do síndico: gestão, ações erradas e a ética. O que o síndico faz quando surge um problema? Liga para a administradora”. Bem como, a judicialização e os problemas de condomínios é um fato, pois muitos deles tramitam na justiça e voltam para a assembleia do condomínio. Por isso se o síndico não tiver a visão do empoderamento que ele tem, das ações para resolver conciliando, mediando e estimulando o diálogo, ele está criando mais problemas”, destacou Gabriel. Para Ricardo Karpat o síndico hoje tem que usar a justiça como último recurso, colocando em primeiro lugar os próprios moradores na fiscalização. Citou o tipo do morador que recebe multa e não está nem aí, paga e continua cometendo infração.

Congresso Nacional reúne referências Área Condominial
Congresso GaborRH – Foto: Divulgação

SEGURANÇA CONDOMINIAL

Os dos assuntos que mais preocupa os síndicos é a Segurança do condomínio. Para debater sobre isso:

Gábor trouxe para o palco feras da segurança condominial no país e de Israel, que discutiram casos reais e como poderiam ser evitados. Posteriormente, dentre eles estavam o Tenente Coronel da Policia Militar de São Paulo, José Elias de Godoy, Especialista em Segurança Condominial; Fernando José Luiz que é Coronel Reservista da Polícia Militar de Santa Catarina, Portanto, o especialista em Segurança para a Avaliação de Riscos Condominiais; Nilton Midgal Especialista em Segurança Condominial e Business Security,

Especialização em Israel onde reside, e Wlauder Robson, Coronel da Polícia Militar de São Paulo e Doutor em Ciências Policiais de Segurança e ordem Pública.

Segundo Wlauder Robson tudo que é novo está passível de falhas. “Na minha visão de segurança é importante aderir a tecnologia

Obs. A que tenha manutenção e uma das melhores para mim é a biometria, que identifica os dados de quem é a pessoa que está querendo entrar no condomínio, quer seja morador, prestador de serviços ou visitante.

Outras profissões.

Visão de segurança dá certo com os três pilares: as pessoas, gestão de segurança e recursos materiais”. Para o Consultor em Segurança Fernando José Luiz,

Assim, “a maioria dos funcionários de portarias não tem qualificação, vieram de outras profissões, são aposentados, terceirizados e raramente são treinados. É próprio do ser humano a acomodação, por isso o porteiro tem que estar constantemente sendo auditado pelo síndico, pelos moradores e pela consultoria, adotando assim padrões de procedimento que possam dificultar qualquer tipo de ocorrência”.

ALUGUÉIS POR APLICATIVOS NOS CONDOMÍNIOS

O aluguel por aplicativos foi um dos temas polêmicos debatido por presidentes de Comissões de Direito Condominial dos estados de São Paulo Marcio Spimpolo, do Mato Grosso Miguel Zaim, de Goiás Caio César Oliveira e do Rio de Janeiro, Alexandre Franco.

Airbnb.

Esse painel de debates teve a medição da advogada especialista em Mediação, Ana Pretel, e segundo o Presidente da Comissão de Direito Condominial da OAB do Mato Grosso, Miguel Zaim acresce que:

Ainda mais, muitos condomínios possuem proprietários investidores que incorporaram esse tipo de locação por aplicativo como o Airbnb, que já faz parte de uma mudança no comportamento do mundo condominial.

Por isso, trata-se de uma nova forma de ocupar a propriedade e consequentemente o desenvolvimento de um novo nicho dentro da inteligência artificial”. Para o advogado e Presidente da Comissão do Rio de Janeiro, Alexandre Franco,

“ a lei de locações permite o aluguel de temporada até 90 dias, porém diferente da hospedagem com serviços de hotelaria. E com as novas formas de turismo chegando haverá mudanças nas leis de locações. E no caso dos três “S” do condomínio:

Segurança, salubridade e sossego, que garante formas de proibições, existem maneiras de controlar o acesso dessas pessoas que alugam para temporada, como pedindo previamente número de identidade, placa do carro e outros subsídios de controle de entrada no prédio”.

Congresso Nacional reúne referências Área Condominial
Congresso GaborRH – Foto: Divulgação

ADVOCACIA CONDOMINIAL

O Advogado especialista na área condominial Rodrigo Karpat, abordou em sua palestra, a importância dos síndicos estarem bem assessorados por uma equipe jurídica em seus condomínios.

“A gestão condominial está mudando, saindo de um mercado marginalizado, onde o síndico era aquela pessoa autônoma, aposentada, e até de advogados sem rumo, para uma nova era de especialistas que buscam a conciliação, o diálogo entre as partes, e de síndicos profissionais contratados para trabalhar para o condomínio”.

O advogado segundo ele, passou a fazer parte da gestão do condomínio como se fosse uma grande empresa, onde o gestor é profissional mesmo sendo morador.

“O caminho é sempre trabalhar de forma preventiva. A relevância é tão grande em função da responsabilidade civil e criminal do síndico, que em caso de omissão e obrigação de guarda, ele responde como se fosse autor do ato”, frisou Rodrigo. A tendência dos tribunais era de que a advocacia condominial era um problema dos condomínios e não do judiciário. Hoje existem câmaras especializadas e juízes aptos e sequências mais lógicas de julgamentos. A lei condominial é muito restrita e cada vez mais os tribunais dão relevância a convenção.

PLANO DE MANUTENÇÃO DO CONDOMÍNIO 

Outra rodada de debates do Congresso da Gábor assim, abordou a parte de engenharia e obras nos condomínios, por isso, dando destaque para a importância do Plano de Manutenção do Condomínio,

aumentando a vida útil dos equipamentos e diminuindo custos. Participaram dessa discussão os engenheiros Ansel Lancman especialista em perícias condominiais, Davi Fratel expert em Gestão de Projetos Estrutura e Gerenciamento e Mario Galvão especialista em engenharia diagnóstica e construções sustentáveis.

Custo da construção.

Segundo Ansel Lancman, Rigorosamente falando, “os síndicos não devem neglicenciar a manutenção e estar atento aos manuais da edificação e prazos de garantia”, lembrando ainda que o custo da manutenção é relevante.

Atenção e ao longo do tempo pode ser maior até que o custo da construção”. Ao mesmo tempo, as Técnicas de Comunicação Assertiva na área condominial foi tema da palestra da Pedagoga Victoria Krieger, Coach, Palestrante Internacional e Especialista em Treinamento e Desenvolvimento de líderes de grandes empresas nacionais e multinacionais.

Estratégias e recursos racionais.

Ou seja, segundo ela, “o síndico em sua gestão precisa agir com persuasão para a aprovação das demandas necessárias, com estratégias e recursos racionais ao lidar com os moradores e colaboradores”. E para facilitar a vida dos síndicos, moradores, colaboradores e fornecedores a evolução tecnológica está a serviço dos condomínios.

Gestão dos síndicos.

Assim também, foi debatida no Congresso por especialistas do segmento, que trouxeram as inovações que estão chegando no mercado, que vão desde a reinvenção das administradoras, aluguéis por aplicativos e software que facilitam a vida e a gestão dos síndicos, bem como dos próprios moradores e seus vizinhos.

Tecnologia e Finanças.

Dessa forma, os Participaram deste painel João David Empreendedor e Investidor em Startups, Julio Paim CE0 e Fundador do Portal SíndicoNet, Leandro Martins Executivo de Gestão Estratégica Tem Empresas de Tecnologia e Rafael Lauand Engenheiro de Produção e Especialista em Tecnologia e Finanças.

Congresso Nacional
Foto Divulgação

CERTIFICAÇÃO SÍNDICO 5 ESTRELAS 

Dessa forma, A Gábor RH também realizou a entrega dos diplomas aos aprovados na 2ª Prova da Certificação de Síndico Profissional 5 Estrelas. Além disso, a ideia é certificar síndicos que realmente fazem um trabalho de qualidade. Segundo Ricardo Karpat, Diretor da Gábor RH, nesse ínterim,

De fato, “esse certificado é uma forma de os condomínios contratantes poderem ter a certeza de que o síndico tem capacidade e conhecimento de gestão”. Assim também, para a síndica profissional de Santa Catarina.

Nara Regina da Silva, “foi muito gratificante passar na prova, pois a certificação é uma comprovação de excelência na gestão condominial”.

Serviços e Papo Condominial.

Assim, O 4º Congresso GáborRh de Síndicos e Administradores teve o Patrocínio das empresas: Repinte, Quinto Andar, Comgas, TownSQ APP, LAR.APP, Empresta Capital, Techem, Peter Graber Tecnologia em Segurança, Omo Lavanderia Compartilhada, GK, Bompet Systems, sindicolegal.com, Dara Auditoria de Condomínios, Karpat Advogados Associados, Elemidia, Attitude Serviços e Papo Condominial.

Referências Área Condominial
Sobre: Márcia Rodrigues – CEO da Revista Só Aqui Condomínios

Sobre: Márcia Rodrigues
CEO da Revista Só Aqui Condomínios 

Agencia Eco Publicidades Ltda.
Jornalista e Diretora – DRT/PR 05154

Contato:

Celular: +55 47 9 9602 – 2022 – WhatApp.

E-mail: soaquicondominios@gmail.com

Site: http://www.soaquicondominios.com.br/

Fotos: Mirian Rodrigues – Divulgação / Arquivo Pessoal

Fonte: Márcia Rodrigues
Jornalista e Diretora – DRT/PR 05154

Evento para síndicos e gestores condominiais. Connect Síndicos palestras de gestão e tecnologia

Mirian Rodrigues

Nascida em Cascavel - Paraná - Brasil: Arquiteta da Mais Q Projeto e sócia-proprietária do Condomeeting - Portal nacional e Revista Só Aqui condomínios em Balneário Camboriú e Região - SC  

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo