Saúde e Bem-Estar

Saúde mental na pandemia: como anda a sua?

Especialista aponta sobre o impacto profundo da pandemia.

Saúde mental na pandemia: como anda a sua?

Especialista aponta sobre o impacto profundo da pandemia.

Em primeiro lugar desde 2019 o mundo passou a ter de conviver com os impactos do coronavírus. 

Ainda assim, com o auto número de hospitalizações e complicações da doença o mundo se viu em uma pandemia.

Nesse contexto, o isolamento social e a quarenta foram necessários para reduzir a taxa de transmissão de indivíduos infectados e reduzir os expostos ao longo do tempo.

Assim, a pisquiatra Dra. Luiza Sarsur Ribeiro compartilhou os principais pontos de atenção e dicas de como lidar melhor com a saúde mental neste momento tão complexo.

Saúde mental na pandemia: como anda a sua?
Imagem: Pexels

Isolamento social pode ser um complicador para a saúde mental 

Embora a quarentena e o isolamento sejam adotados para proteger saúde física dos indivíduos, também é essencial para considerar as implicações para a saúde mental dessas medidas.

Decorrente do rompimento de vínculos com pessoas, lugares e situações, há maior sensação de isolamento emocional e de privação de liberdade.

A partir de estudos de outros momentos de pandemia, mostrou-se que os sentimentos de estresse, ansiedade, depressão, solidão, raiva, negligência, abandono,

Assim como emoções negativas em geral, baixo senso de controle e de autoestima eram comuns, não sendo diferente na atual situação.

Desta forma, o sofrimento mental aumentou significativamente durante esses últimos anos.

EG Pergunta: Como o momento agrava os problemas psiquiátricos? 

Dra.Luiza Sarsur: “De várias formas: a mudança da rotina, o medo constante de si mesmo ou de pessoas próximas adquirirem a doença. 

Além disso a sensação de falta de controle, a incerteza, a solidão, o rompimento de vínculos, a restrição de atividades do dia a dia e de lazer, entre outras coisas.

Tudo isso coloca as pessoas em situação de estresse que desestabiliza aqueles que já tinham um quadro basal de doença psiquiátrica.

Assim como favorece o desenvolvimento dos que não tinham doença, uma vez que se rompe um equilíbrio mental que se tinha anteriormente.”

Saúde mental na pandemia: como anda a sua?
Imagem: Pexels

EG pergunta: Como saber se é hora de buscar um especialista? 

Dra. Luiza Sarsur: “Quando o sofrimento é persistente na maior parte dos dias, gerando  sofrimento significativo e/ ou prejuízo no funcionamento social, profissional ou em outras áreas importantes da vida.”

EG pergunta: Quem já faz acompanhamento como otimizar o tratamento?

Quais são as principais atitudes que alguém que sofre com o problema deve tomar.

Dra Luiza Sarsur: “É importante que fiquem atentas as mudanças do humor, dos sentimentos e do comportamento para que se tenha o suporte de forma breve.

Assim reforcem os vínculos afetivos e a rede de apoio, mantenham as atividades físicas, de lazer, de psicoterapia e de hábitos de vida saudável.

Portanto, manter a adesão às abordagens já estabelecidas são essenciais, tanto de medicações psiquiátricas e clínicas.

Assim como as psicoterapias e demais terapias: com musica, lúdicas, yoga, meditação, entre outras.

Logo, caso haja a percepção por parte da pessoa ou das pessoas próximas que há dificuldade de se manter bem ou que haja sofrimento significativo, buscar ajuda especializada.” 

Saúde mental na pandemia: como anda a sua?
Imagem: Divulgação

EG pergunta: Você teria dicas de como lidar com o momento?

Dra. Luiza Sarsur: “Faz-se necessário reinventar e ressignificar as formas de vivenciar os rituais.

Dessa forma os hábitos e as rotinas das várias esferas da nossa vida, sejam os culturais, os de saúde.

Assim como os de trabalho, os de espiritualidade, os de relações pessoais, entre outras, como forma de minimizar os desafios já impostos pela pandemia.

Daí, tomar consciência dos pensamentos e dos sentimentos ajuda na forma que se pode lidar com uma situação de estresse.

Também é relevante pensar no que é passível de “mudar ou não”, em uma avaliação objetiva e racional, o que está ao seu alcance?

Logo, cumprindo as medidas de segurança para o COVID, em seu ambiente e com os recursos que se tem, pode-se reforçar os laços com familiares e amigos.

Assim ter atividades de lazer (livros, filmes, pintura), de meditação, de mindfulness, de exercícios respiratórios; ter alimentação saudável e balanceada.”

Filmes e seriados para refletir sobre saúde mental

Por fim a especialista dá dicas de filmes que podem ajudar a refletir e entender mais sobre a saúde mental. Prepare a pipoca e a reflexão:

  • Minimalismo: um documentário sobre quais são as coisas importantes.
  • DivertidaMente: filme que aborda as emoções e os sentimentos. 
  • Lion – uma jornada para casa: baseado numa história real de superação.

Fonte: Dra.Luiza Sarsur Ribeiro – Conecta Pa’lante

Leia também: Mulheres decidem empreender em meio a pandemia.

Juliana Umbe̊lino

Escritora e social media, atua com revisão e produção de conteúdo para web. Editora de SEO para WordPress há mais de 9 anos. CEO na @vemprapalante. É autora publicada pela editora Qualis. Ministra palestras sobre web, mídias sociais e influenciadores. Além disso é apaixonada por livros, filmes, séries, quadrinhos, teatro e música (principalmente folk e rock'n'roll). É uma nerd raiz, por assim dizer.

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Botão Voltar ao topo