MundoTecnologia

Facebook Inc muda o nome para META

A empresa que controla plataformas como Whatsapp, Instagram e Facebook muda seu nome e a rede social continua chamando Facebook

Facebook Inc muda o nome para META

Após muito alarde sobre “a possível mudança de nome do Facebook”, finalmente entendemos o que realmente estava por vir (e nem era para tanto).

Enquanto a crise do Facebook Papers acontece (tratam-se de documentos que revelam como grupos coordenados no Facebook espalham violência pela rede e como a empresa modera conteúdos), uma mudança bem anunciada se revelou. No evento Facebook Connect, Mark Zuckerberg revelou que a empresa que controla Whatsapp, Facebook e Instagram deixa o nome Facebook Inc e agora se chama Meta.

A Meta se autodenomina como “uma empresa de tecnologia social”.

Mudança semelhante à da Google

Em 2015 a Google Inc fez uma mudança semelhante quando passou a se chamar Alphabet. O site continua sendo chamado de Google. Porém, a empresa que administra todas as marcas e produtos que antes eram de responsabilidade do Google mudou de nome. Enfim, é basicamente a mesma lógica aplicada a “Meta”.

Por que “Meta”?

De acordo com o próprio Mark Zuckerberg, o novo nome é uma alusão ao metaverso. Assim, ele revela um esforço da empresa em combinar realidade aumentada e virtual. Aliás… quando vem mais novidades nesse sentido por aí?

Além disso, no evento em que foi anunciada a mudança, Zuck apresentou uma série de conceitos do metaverso. Assim, mostrou novos recursos sociais, de jogos e para ambiente de trabalho.

Facebook Inc muda o nome para META
Avatar de Mark Zuckerberg em apresentação do metaverso / Reprodução/Facebook

“Somos uma empresa que desenvolve tecnologia para conectar. Juntos, podemos finalmente colocar as pessoas no centro de nossa tecnologia. E, juntos, podemos desbloquear uma economia de criadores muito maior”, disse Zuck. “Para refletir quem somos e o que esperamos construir”, reforça.

Foi anunciado o projeto para fazer chamadas em realidade virtual através do Messenger. Além disso, uma loja virtual terá bens virtuais à venda. Enfim, será possível jogar e conversar em realidade virtual em breve pela tela inicial no Oculus Quest.

“Seus dispositivos não serão mais o ponto focal da atenção. Estamos começando a ver várias dessas tecnologias se unind nos próximos cinco ou dez anos. Muito disso vai se tornar popular e vários de nós criaremos e habitaremos diariamente em mundos [virtuais] que são tão detalhados e convincentes como este”. disse Mark.

O futuro vem aí

Além disso, segundo nota enviada a imprensa, “o metaverso funcionará como uma combinação híbrida das experiências sociais online atuais. Às vezes expandido em três dimensões ou se projetando no mundo físico. Ele permitirá que você compartilhe experiências imersivas com outras pessoas. Mesmo quando vocês não puderem estar juntos, e fazer coisas que não poderiam fazer juntos no mundo físico”.

Então, o que acha dessas mudanças?

Capa: Divulgação do Facebook

Fonte: Pa’lante

Leia também: Do mundo vuca ao mundo bani

Juliana Umbe̊lino

Escritora e social media, atua com revisão e produção de conteúdo para web. Editora de SEO para WordPress há mais de 9 anos. CEO na @vemprapalante. É autora publicada pela editora Qualis. Ministra palestras sobre web, mídias sociais e influenciadores. Além disso é apaixonada por livros, filmes, séries, quadrinhos, teatro e música (principalmente folk e rock'n'roll). É uma nerd raiz, por assim dizer.

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Botão Voltar ao topo