Site icon Ego Notícias

Em busca da selfie perfeita: harmonização facial vira febre nas redes sociais

Desde que a era das selfies se tornou uma febre mundial, a busca pelo rosto perfeito cresceu entre os internautas. Assim, no último ano, a harmonização facial se tornou um sucesso. Inclusive após diversos famosos exibirem os resultados do procedimento em suas redes sociais. Por outro lado, as críticas pelo exagero nas transformações acontecem. Desde então, existe uma discussão: até que ponto isso faz bem?

Leia também: Visagismo como aliado na transição capilar

Para a dentista, capacitada nessa área, Ludimilla Abi-Saber, um dos motivos para a procura deste procedimento é a busca pela autoestima e os benefícios de resultados rápidos. “Com as redes sociais, o público fica cada vez mais exigente, quando se trata as formas do rosto. Para essas pessoas, a principal vantagem é a possibilidade de melhorar todos os aspectos no rosto em um único procedimento”, declarou.

Como é feita a harmonização facial?

Aliás, a especialista esclarece que a harmonização facial é um conjunto de procedimentos para dar mais harmonia no rosto e melhorar a simetria. “Conseguimos voltar os tecidos para um lugar mais harmônico, já que o tecido vai cedendo com o passar dos anos. A harmonização facial ajuda a melhorar o aspecto geral da face”.

“A ideia é deixar o rosto com aspecto harmônico e mais jovem”, explicou. Por isso, são utilizados a toxina botulínica e o ácido hialurônico nas áreas:

Leia mais: Psicologia Viva: conheça a plataforma para fazer terapia online

Cuidados

Ademais, uma das queixas tem a ver com os tratamentos que não ficam como o esperado. Podem parecer ficar com o rosto deformado, se arrepender e achar que a aparência anterior era melhor. Ludimilla fala da importância da consulta com um bom profissional. “O ideal é procurar alguém de confiança que irá analisar o que do rosto precisa ser alterado. Assim como a quantidade necessária de produtos a ser colocado e as regiões que precisam. Além disso, um especialista orientará o que é necessário e se o paciente terá os resultados”, diz.

Fonte: Ludimilla Abi-Saber Toledo, cirurgiã dentista e capacitada em harmonização facial.

Sair da versão mobile