Site icon Ego Notícias

Aflatoxina! Perigo invisível composto tóxico.

Bianca Enricone - Aflatoxina, perigo invisível composto tóxico - Detox Kriyá - Foto Divulgação

Bianca Enricone - Aflatoxina, perigo invisível composto tóxico - Detox Kriyá - Foto Divulgação

Aflatoxina! Perigo Invisível composto tóxico.

Por que eu devo me preocupar? A aflatoxina é um composto tóxico produzido por espécies de fungo do gênero Aspergillus flavus e A. parasiticus. Se você gosta de amendoim continue lendo.

A princípio existem várias micotoxinas capazes de produzir doenças no ser humano, mas as aflatoxinas são as que mais preocupam, uma vez que estas espécies de fungos estão amplamente distribuídas na natureza.

Aliás em condições favoráveis de temperatura e umidade, estes fungos crescem e contaminam sobretudo rações e alimentos como: milho, feijão, arroz, trigo, algodão, entre outros, porém especialmente o amendoim.

Inclusive tanto que se tornaram um problema comum entre agricultores, principalmente da Ásia, África, Estados Unidos e Brasil. Pois o clima quente e úmido destas localidades favorece a multiplicação do fungo.

Até o momento 17 toxinas diferentes foram designadas de aflatoxinas, sendo que os principais tipos de interesse médico-sanitário são identificados como B1, B2, G1 e G2.

A saber, B1 é o tipo mais tóxico e ocorre naturalmente em uma ampla variedade de cereais, especiarias, óleos vegetais crus, figos, grãos de cacau e arroz, por exemplo.

Outro tipo de aflatoxina importante é a M1, principal metabólito da aflatoxina B1. Ela pode estar presente no leite de animais que consumiram alimentos ou ração contaminada.

Aflatoxina nos alimentos

Bianca Enricone – Aflatoxina, perigo invisível composto tóxico – Detox Kriyá – Foto Divulgação

Assim, certamente o grande motivo da preocupação com a aflatoxina é por ser altamente tóxica e cancerígena.

O principal problema é que essa substância pode contaminar até mesmo os alimentos processados. Sim, por ser resistente ao calor, a aflatoxina pode ser encontrada em inúmeros alimentos.

Por exemplo, se uma safra de milho está contaminada, a aflatoxina não só está presente somente no grão, mas nos seus alimentos derivados, aqueles fabricados com esse milho.

Da mesma forma a toxina pode passar também para a carne e para o leite. Neste sentido caso algum animal venha a ser tratado com esse milho ele também será contaminado.

Diversas doenças estão relacionadas à ingestão da aflatoxina. Entre elas estão o câncer de fígado, hemorragias, dores abdominais, ataxia (perda do controle muscular), entre outras.

O fígado é o órgão mais afetado

De fato, após as toxinas serem ingeridas nos alimentos, o fígado é o primeiro órgão atacado pelas aflatoxinas. Por ser o local onde elas são biotransformadas.

Estudos em animais revelam que o fígado é seriamente danificado pelos efeitos tóxicos da aflatoxina. Nos humano, também há evidências do envolvimento destas toxinas no desenvolvimento do câncer hepático.

Por isso, as aflatoxinas são classificadas pela Organização Mundial de Saúde como um Carcinógeno do Grupo 1.

Sendo assim, desde a descoberta das aflatoxinas, diversos países adotaram níveis máximos admissíveis dessas toxinas em produtos destinados ao consumo humano.

Apesar deste limite, desconhece-se o valor exato que representa risco para o desenvolvimento do câncer hepático.

No Brasil, o limite é de 30 µg/kg para a soma das frações B1 e G1 em qualquer tipo de alimento.

Zeólita Clinoptilolita na eliminação da Aflatoxina

Apesar de difícil controle das espécies de fungos que produzem essas toxinas, foi descoberto que a Zeólita Clinoptilolita auxilia na eliminação da Aflatoxina.

Sua afinidade foi comprovada in vitro com as aflatoxinas, zearalenona, ocratoxina e toxina T2. Dessa forma, a Zeólita liga-se diretamente com a toxina, impedindo que ela cause maiores danos e a elimina do organismo.

Conheça mais desse potente desintoxicante natural capaz de neutralizar e eliminar os principais intoxicantes do nosso corpo.

Aproveite também para fazer uma limpeza geral no seu organismo. Devolva a saúde para o seu fígado, intestinos, vesícula, enfim, todo o corpo, com o Programa Detox Kriyá.

Eu sou Bianca Enricone, agradeço a sua companhia até aqui e convido você a embarcar nessa jornada em busca de uma vida plena! Peço que visite o site e as redes sociais se inscreva no canal, e assim, me ajude a divulgar e compartilhar a saúde integral.

Leia também: Biorressonância: Detecte As Doenças Antes Mesmo Que Elas Se Instalem!

Bianca Enricone – Foto Divulgação

Siga a Dra. Bianca Enricone nas Redes Sociais: Facebook  Instagram  YouTube 

Fotos: Divulgação / Arquivo Pessoal 

Fonte: Bianca Enricone 
Assessora de Imprensa 

Leia também: Você Acredita Em Destino?

Leia também: Dificuldade Para Perder Peso?

Sair da versão mobile