ECONOMIA E NEGÓCIOSNegócios

Marcos Anthony Lemonis – O Sócio

Marcus Anthony Lemonis nasceu em 16 de Novembro de 1973 em Beirute, no Líbano, durante a Guerra Civil e invasões estrangeiras. Ele foi adotado ainda muito pequeno por Leo e Sophia Lemonis, um casal grego radicado em Miami.

Durante toda sua vida, Marcus viveu em meio a indústria automotiva. Seu avô possuía duas das maiores concessionárias da Chevrolet nos Estados Unidos e

Lee Iacocca (o cara responsável por reerguer a Chrysler) era um amigo da família, que mais tarde tornou-se um mentor para Lemonis.

Marcus é bacharel em ciência política pela Universidade Marquette, tendo recebido seu diploma em 1995. Ele chegou a concorrer pelo partido democrata a um assento na Câmara dos Deputados da Flórida logo após sua formatura. Não sendo eleito, voltou-se para a indústria automotiva e seguiu carreira nesta área.

Tendo tido diversas experiências profissionais, hoje Marcus é CEO da Camping World, que é uma empresa americana especializada na venda de peças e serviços para veículos de passeio (trailers) e acessórios para camping, além de ser uma das patrocinadoras oficiais da NASCAR. Ele também é CEO da Good Sam Enterprises, uma rede de filiados que é direcionada para veículos de passeio e pessoas que gostam de ar livre nos Estados Unidos. A Good Sam e a Camping World se fundiram em 2006.

Programa de TV “O Sócio” (The Profit)

Se você possui TV a cabo ou conhece alguém que tem, é provável que já tenha ouvido falar no programa “O Sócio”. Este programa é um reality show produzido pela rede de televisão americana CNBC e exibido no History Channel (no Brasil) que mostra Marcus Lemonis ajudando diversas empresas, dos mais variados seguimentos, que estão com dificuldades financeiras ou estruturais a se reerguer e “ganhar muito dinheiro”, como ele mesmo diz.

Lemonis sempre cita os 3 P’s (lê-se, três pês), que são referências as palavras PessoasProcesso e Produto:

  • Pessoas: você precisa ter pessoas, interessadas, motivadas e capacitadas trabalhando para você. As pessoas precisam estar envolvidas com o que fazem, gostar disso e estarem sempre dispostas a arregaçar as mangas;
  • Processo: é necessário se certificar de que todos os setores da sua empresa estão desempenhando suas funções de maneira correta, garantindo assim o resultado de forma eficiente e conforme o esperado. Fazer com que todos compreendam a dinâmica do processo de produção é essencial para ter um negócio de sucesso;
  • Produto: finalmente, sem um bom produto, sua empresa não atinge os resultados esperados. Deste modo, ter boas pessoas e um bom processo não salvará sua empresa.

 

O dinheiro que Marcus usa para ajudar essas empresas sai do seu próprio bolso. Mas isso não é nada para quem tem um fortuna estima de 2 bilhões de dólares, não é mesmo?! Naturalmente, nada é de graça. E pela ajuda que dá, sempre pede uma parte da empresa como garantia de seu investimento, tornando-se “Sócio” desta. Vale lembrar que Marcus já realizava este tipo de investimento antes do programa.

“O Sócio” já salvou dezenas de empresas da falência. O programa é uma aula para quem está pensando em abrir ou já possui um negócio.

 Marcus Lemonis dá 10 dicas de negócios:

1. Comece a planejar com antecedência

Se você estiver apenas começando a pensar no fim do ano, você já está atrasado. Lemonis diz que as pequenas empresas devem começar a planejar pelo menos com uma antecedência de 6 meses. Se você tiver uma pequena empresa, você deve, pelo menos, começar a trabalhar no seu estoque 90 dias antes. Portanto, mova-se e rapidamente.

2. A época natalina é o momento para fazer estoque e não para liquida-lo

Muitas pequenas empresas falham porque elas pensam que esta é uma grande oportunidade para livrar-se de tudo que está no estoque, ao invés de dizer que “esta é uma grande oportunidade para entrar no preto (lucro) e ganhar dinheiro”. Lemonis recomenda pensar nesta época não como o fim de um exercício fiscal, mas como o início de um novo ano fiscal, bem estocado e com as melhores ofertas para os compradores desta época do ano.

3. Garanta o seu capital de giro

Você já ouviu isto um milhão de vezes: “Você precisa gastar dinheiro para ganhar dinheiro”. E nesta época do ano isto é verdade. Lemonis diz que, frequentemente, pequenas empresas entram nesta temporada sem o capital de giro necessário para lucrar com os compradores. Portanto, garanta a sua linha de crédito ao entrar em novembro.

 

4. Na dúvida, contrate pessoal

Marcus diz que você deve estar preparado para contratar alguns funcionários temporários. Isto é melhor que chamar cada amigo, parente, etc. apenas para cobrir o caixa. Para as pequenas empresas que ainda não souberem bem o que esperar, é melhor ter algum funcionário a mais durante os períodos mais fracos do ano do que clientes que não foram capazes de comprar quando a loja ficou cheia. Um cliente insatisfeito tem poucas chances de voltar.

5. Contrate funcionários que irão aparecer

Você receia contratar gente sem muita experiência? Marcus sugere que não tenha medo. No caso de temporários, Marcus diz que o profundo conhecimento dos produtos é menos importante que ser um entusiasta e ser confiável. Ele também diz que odeia dizer isto, mas, que prefere contratar mulheres que homens, principalmente porque ele tem certeza que elas vão aparecer. Aqui não se trata de gênero sexual, trata-se de encontrar pessoas nas quais você possa confiar. Lemonis sugere procurar entre os clientes aqueles que iriam adorar receber um desconto de funcionário, ou perguntar a algum dos atuais funcionários se eles têm amigos ou parentes que gostariam de um trabalho temporário.

6. Organize as suas informações e dados

Se você coletou dados e informação sobre o seu pessoal, as horas e as vendas do ano passado, este ano será mais fácil. Ao contrário, se não coletou e organizou as suas informações, um erro comum das pequenas empresas, agora é o momento de começar. Assim, no ano que vem você não terá que lidar novamente com o desconhecido.

7. Fuja da Black Friday

Há uma tendência de copiar a famosa Black Friday das mega marcas. Se os descontos de preços funcionam bem para marcas como a Walmart, eles devem funcionar para as pequenas empresas, certo? Errado, diz Lemonis.

Não faça grandes descontos na Black Friday se você não puder garantir que poderá recuperar o seu dinheiro em outros produtos.

8. Comemore o sábado dos pequenos negócios

Foque no sábado dos pequenos negócios. Se você tiver boas ofertas a fazer, ou se quiser organizar eventos para atrair clientes para a sua loja, faça-o no sábado dos pequenos negócios.

“Eu acho que as pessoas têm agora um sentimento no sentido de apoiar as pequenas empresas do bairro”, diz Lemonis.

9. Ao invés de descontos ofereça grandes experiências

Pense em experiências originais que você puder oferecer aos seus clientes. Presentes para as crianças ou um café grátis podem atrair grandes multidões, e você agrada as pessoas sem reduzir o seu lucro.

10. Comece a pensar no ano que vem

Aproveite para coletar informação sobre os novos clientes, para que você possa atingi-los no ano seguinte, tais como nome, número de telefone, endereço de e-mail, etc. Envie cupons com ofertas para lembrar aos seus clientes que a sua pequena empresa continuará aberta.

Foto de Capa: Divulgação – Foto: Divulgação – www.seuhistory.com

Fontes: www.portalcapacitar.com.br  por ERIC CANCELLGLIERE/ www.wesco.com.br por  Fernando B. T. Leite

Tags
Mostrar Mais

Carlos Alberto Alonso

Nascido em São Paulo-SP - Brasil. Formado em Economia pelas FMU, tendo atuado em empresas de 1ª linha como: The First National Bank of Boston, Grupo Bunge Born, Valmet Oi, Citrosuco Paulista S/A, Brahma e AmBev, atualmente atuando como trader no mercado forex e criptomoedas. 

Artigos Relacionados

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Close

Adblock Detectado

Considere nos apoiar desabilitando o bloqueador de anúncios