Patroni Pizza – Top Banner 970×250 – Total Page
Negócios

Facebook é multado em US$ 122 milhões pela Comissão Européia

Reguladores antitruste exigem que qualquer fusão forneça informações corretas

Os reguladores antitruste da União Européia multaram o Facebook em US $ 122 milhões na quinta-feira, por fornecerem informações enganosas durante um exame de seu negócio para adquirir o serviço de mensagens WhatsApp em 2014.

A Comissão Européia, braço executivo da União Européia, anunciou a multa na quinta-feira (11/05/2017).

“A decisão de hoje envia um sinal claro às empresas de que devem cumprir todos os aspectos das regras de fusão da UE, incluindo a obrigação de fornecer informações corretas, e impõe uma multa proporcionada e dissuasiva no Facebook”, disse a comissária Margrethe Vestager.

“A Comissão deve poder tomar decisões sobre os efeitos das concentrações na concorrência com pleno conhecimento de causa”.

Foto: Justin Sullivan Getty|Images
Foto: Justin Sullivan|Getty Images

                                                                                                                                                                                 

 

 

 

 

 

Qual é o problema?

 

O Facebook comprou o WhatsApp em 2014 por US $ 19 bilhões. A questão da Comissão gira em torno da gigante de redes sociais dos EUA ligando as contas do Facebook às identidades de usuários do WhatsApp. Em 2014, a Comissão disse que o Facebook  informou que não havia possibilidade de estabelecer “correspondência automatizada confiável entre as contas dos usuários do Facebook e as contas dos usuários do WhatsApp”.

Mas em 2016, o Facebook lançou uma atualização de seus termos de serviço que levantou a possibilidade de ligar contas de ambas as plataformas.

“Ao coordenar mais com o Facebook, poderemos fazer coisas como monitorar métricas básicas sobre a freqüência com que as pessoas usam nossos serviços e lutar melhor contra o spam no WhatsApp”, disse a empresa de mensagens em um post do blog na época .

“E ao conectar seu número de telefone com os sistemas do Facebook, o Facebook pode oferecer melhores sugestões de amigos e mostrar anúncios mais relevantes se você tiver uma conta com eles.”

Mas a Comissão disse que, contrariamente às declarações do Facebook em 2014 dizendo que não era capaz de vincular contas, a empresa dos EUA estava ciente de que tal possibilidade existia.

No entanto, a coima não terá impacto na decisão anterior do órgão da UE de aprovar a aquisição.

A Comissão considerou que, embora relevante, as informações incorretas ou enganosas fornecidas pelo Facebook não tiveram um impacto no resultado do inquérito, “Decisão de Apuração”, lê-se em declaração da Comissão.

Ele acrescentou que a multa de quinta-feira não está relacionada a quaisquer questões antrópicas ou de proteção de dados em andamento que possam surgir após a atualização que o WhatsApp lançou em 2016.

O Facebook disse que, do melhor de seu conhecimento, as informações fornecidas estavam corretas.

“Nós agimos de boa fé desde as nossas primeiras interações com a Comissão e procuramos fornecer informações precisas em cada turno.Os erros que fizemos em nossos arquivos de 2014 não foram intencionais e a Comissão confirmou que eles não impactaram O resultado da revisão da fusão “, disse um porta-voz do Facebook à CNBC por e-mail.

“O anúncio de hoje encerra este assunto”.

Foto: Divulgação - Tax Justice Blog
Foto: Divulgação – Tax Justice Blog

Como foi calculada a multa?

De acordo com as regras da União Europeia, uma empresa pode ser multada em até 1 por cento do seu volume de negócios agregado se intencionalmente ou por negligência fornecer informações incorretas ou enganosas sobre uma fusão ou aquisição.

A Comissão afirmou que as infrações do Facebook “são graves porque impediram que ele tivesse todas as informações relevantes para a avaliação da transação”.

Mas o órgão da UE disse que o Facebook colaborou na investigação da aquisição do WhatsApp e, como tal, a Comissão tomou isso em consideração ao fixar a multa.

“Com base nestes fatores, a Comissão concluiu que uma coima global de 110 milhões de euros é proporcional e dissuasiva”, afirmou.

A multa é pequena quando tomada no contexto da receita global do Facebook, que foi de US $ 27,6 bilhões em 2016, e pouco mais de US $ 8 bilhões no primeiro trimestre de 2017.

O que mais a UE tem à analisar?

É a primeira vez que a Comissão impôs uma coima a uma empresa por informações incorretas ou enganosas, uma vez que o Regulamento das Concentrações de 2004 – no âmbito do qual está a sancionar o Facebook – entrou em vigor.

A UE tem vindo a perseguir agressivamente empresas de tecnologia dos EUA em várias frentes, desde fusões a questões fiscais e de concorrência. Alfabeto de propriedade do Google, por exemplo, está sob investigação pela Comissão sobre supostas práticas antitruste em relação ao seu sistema operacional móvel Android.

E a Apple foi forçada a pagar 13 bilhões de euros de volta à Irlanda depois que a Comissão considerou que o país oferecia à empresa americana “benefícios fiscais ilegais”.

Fonte: cnbc.com by Arjun Kharpal

Tags
Mostrar Mais

Carlos Alberto Alonso

Nascido em São Paulo-SP - Brasil. Formado em Economia pelas FMU, tendo atuado em empresas de 1ª linha como: The First National Bank of Boston, Grupo Bunge Born, Valmet Oi, Citrosuco Paulista S/A, Brahma e AmBev, atualmente atuando como trader no mercado forex e criptomoedas. 

Artigos Relacionados

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Close

Adblock Detectado

Considere nos apoiar desabilitando o bloqueador de anúncios