Patroni Pizza – Top Banner 970×250 – Total Page
ECONOMIA E NEGÓCIOSNegócios

Aposentar aos 40 anos, é possível !!!

foto: divulgação - eolasmoney.ie
foto: divulgação – eolasmoney.ie

Três jovens aposentados, contam suas histórias de viverem com 4% ou menos de sua e renda.

A partir da “regra de 4 por cento” é um alicerce para o planejamento de aposentadoria. Mas isso se aplica a quem parar de trabalhar antes de 65 anos? A regra geral é que os aposentados que gastam anualmente apenas 4% de sua carteira de investimentos, ajustados pela inflação, poderão esticar suas economias pelo resto da vida. Por exemplo, uma carteira de ações de US $ 1 milhão leva você a ter US $ 40.000 por ano para gastar.

Ultimamente, a regra de 4 por cento foi atacada por especialistas advertindo que o futuro poderia trazer retornos de mercados mais fracos, um aumento de expectativa vida ou ambos. “Se você se aposentar aos 40 anos com um  milhão de dólares, você vai se preocupar – com emergências financeiras, impostos, inflação, acidentes de mercado e a chance de você viver muito mais tempo do que planejava”, diz Robert Karn, um conselheiro com Karn Couzens & Associates em Farmington, Conn.

Evan Inglis, um atuário da “Nuveen Asset Management”, oferece uma regra alternativa: Divida sua idade em 20 anos – os casais devem usar a idade do parceiro mais jovem – para obter a porcentagem que você pode gastar com segurança. Para uma pessoa de 40, isso é 2 por cento, ou US $ 20.000 por ano com base em uma carteira de US $ 1 milhão em investimentos.

Como esses conceitos se desenvolvem no mundo real? Pedimos três pessoas que se aposentaram com seus 30 e 40 anos,  para explicar como eles fizeram.

Até aos 40 anos, forme uma carteira de investimentos e viva a partir dela o resto de sua vida.

“ficar em casa”foto: divulgação - carteirainteligente.com
Joe Udo aposentou-se em 2012, aos 38 anos, depois de passar 16 anos como engenheiro de hardware na Intel e economizar agressivamente. Ele e sua esposa, uma profissional de recursos humanos, realizaram um teste de dois anos em que se apoiaram sozinhos no seu salário enquanto monitoravam meticulosamente seus gastos.

Planejadores financeiros geralmente recomendam que você economize o suficiente para substituir 80 por cento de sua renda pré-posentadoria, mas Udo diz que sua família vive confortavelmente com menos. Eles gastam cerca de US $ 50.000 por ano – a partir dos ganhos de sua esposa, dividendos de ações, renda, e que Udo ganha de um blog onde ele narra sua experiência de aposentadoria. “Neste momento, temos o bastante para preencher nosso estilo de vida”, diz ele. “Nossa renda ultrapassa nossas despesas.” Eles têm cerca de US $ 1,4 milhões em uma conta de investimentos e propriedades alugadas no valor de US $ 600.000.

A esposa de Udo planeja se aposentar até 2020, se não antes. Enquanto isso, o casal continua a gastar dinheiro, incluindo US $ 400 por mês em um plano de poupança de para faculdade de seu filho. O plano de Udo é manter um equilíbrio de gastos até que ele chegue aos 55 anos. Seu filho já terá se formado até então, o que liberará o casal para viajar mais. Ainda assim, Udo diz que eles terão cuidado para não deixar que seus gastos anuais subam para mais de 4% de sua carteira. Então, aos 65 anos, Udo vai começar a cobrar a Segurança Social, o que deve aliviar a pressão sobre sua “cesta de ovos”.

“Não é realmente estressante neste momento, porque tudo está indo muito bem”, diz Udo, aludindo ao mercado de ações flutuante. Ele está “acumulando dinheiro” na chance de comprar ações quando os preços caem, como ele espera: “Parece que a avaliação do mercado de ações está muito alta agora”.

A aposentadoria precoce não é para todos, diz Udo. “Mas se você realmente pensa nisso, acho que está ao alcance de muitas pessoas”. Ele diz, no entanto, que a maioria das pessoas não tem a essa disciplina. Udo diz que ele e sua esposa podem ajustar, incluindo um trabalho em tempo parcial, se alguma despesa inesperada ocorrer. O que quer que aconteça, ele acrescenta: “Eu definitivamente não quero voltar a trabalhar em uma corporação.”

A Contadora
Antes de Sydney Lagier se aposentar em 2008, aos 44 anos, ela montou uma elaborada planilha para sua vida e de seu marido até os 100 anos. A cada trimestre, o casal, ambos contabilistas certificados, revisa seus gastos e investimentos. Oito anos mais tarde, tudo está no bom caminho, apesar da crise financeira global. “Eu acho que se eu mantivesse a calma durante a pior recessão da minha vida, eu provavelmente posso enfrentar qualquer tempestade agora”, diz Lagier, que vive em Redwood City, Califórnia. Ela e seu marido, que também está aposentado, gastam pouco menos de 3% De sua carteira a cada ano. A esse ritmo, ela diz, seu dinheiro vai levá-los até a idade de 102. Lagier se recusou a dar mais detalhes sobre suas finanças.

Lagier tem várias redes de segurança no lugar, no caso de algum evento lança fora de seu planejamento: O casal tenta manter dois ou três anos de dinheiro na mão, o suficiente para ser capaz de enfrentar um colapso em 2008 sem vender ações. A equidade em seu home-worth aproximadamente 21 vezes suas despesas anuais-fornece a paz da mente. E se tudo mais falhar, cerca de 40 por cento do seu orçamento é composto de entretenimento, roupas, férias e comer fora, o que todos eles poderiam cortar.

Lagier tentou trabalhar a tempo parcial por um tempo, mas não gostou: “Havia tanto que eu queria estar fazendo que eu não estava tendo tempo para.” Agora ela se mantém ocupada tomando aulas de piano, exercitando e escrevendo um livro sobre aposentadoria. Seu marido está aprendendo a guitarra acústica, e os pares dirigem regularmente em San Francisco para escutar o jazz vivo.

O Turista de Estrada 
Justin McCurry é um engenheiro de transporte de 36 anos que não trabalha em tempo integral à três anos. Ele não queria ter um emprego por mais 20 anos, diz ele. Ele e sua esposa, que deixaram seu trabalho de back-office no Credit Suisse em fevereiro, gastam cerca de 3% de sua carteira de US $ 1,5 milhão por ano.

Seu estilo de vida em Raleigh, Carolina do Norte, é confortável. Eles comem  fora uma vez por mês e viajam em outros momentos. Eles pagaram a sua casa modesta, em uma “área conveniente, mas de classe média na cidade.” Seus carros “eram geralmente os carros mais antigos no estacionamento do trabalho.” Eles não utilizam  cupons de descontos mas estão sempre de olho nos preços. “Eu acho que você poderia dizer que temos gostos e desejos baratos”, diz McCurry. “Mas nós não somos minimalistas para qualquer coisa.”

“O trabalho parece me perseguir”

Ele tem um smartphone, duas TVs de alta definição e um sistema PlayStation. Seus três filhos cada um tem um tablet. “Qualquer tipo de eletrônico que precisamos, temos”, diz ele, mesmo que alguns sejam de segunda mão.

McCurry faz alguns trabalhos de consultoria – “o trabalho parece me perseguir”, diz ele – e ganha de US $ 1.000 a US $ 2.000 por mês em blogs sobre independência financeira. O resto de sua renda vem de um portfólio que é quase 100% formada por ações. As ações historicamente fornecem retornos mais altos do que uma mistura de ações e títulos, mas também são mais voláteis: o valor da carteira da McCurry recuou US $ 70.000 em um dia em junho, depois que a Brexit levou os mercados a cairem. “Você tem que estar confortável e entender, o potencial de grandes perdas no mercado de ações”, diz ele.

McCurry, sua esposa e seus filhos recentemente fizeram sua viagem anual de verão para o Canadá na minivan da família. É uma aventura de um mês eles que nunca poderiam fazer se eles tivessem empregos em tempo integral.

Ele aconselha flexibilidade, mesmo sendo disciplinado sobre gastos. “Parece que muito poucas pessoas seguem a regra de 4 por cento estritamente”, diz McCurry. “As pessoas tendem a gastar mais quando os tempos são bons e gastam menos quando os tempos são ruins.”

Fonte: https://www.bloomberg.com by Ben Steverman

Tags
Mostrar Mais

Carlos Alberto Alonso

Nascido em São Paulo-SP - Brasil. Formado em Economia pelas FMU, tendo atuado em empresas de 1ª linha como: The First National Bank of Boston, Grupo Bunge Born, Valmet Oi, Citrosuco Paulista S/A, Brahma e AmBev, atualmente atuando como trader no mercado forex e criptomoedas. 

Artigos Relacionados

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Close

Adblock Detectado

Considere nos apoiar desabilitando o bloqueador de anúncios