Festival

Paulistanos vencem o “Festival de Dança de Florianópolis”

O Grupo Raça Centro de Artes, de São Paulo, é o grande campeão do Prêmio Desterro – 8° Festival de Dança de Florianópolis, realizado de quarta-feira a domingo (30/8 a 3/9), no Teatro Ademir Rosa, no Centro Integrado de Cultura (CIC). Entre os 103 grupos concorrentes de nove estados brasileiros ele foi considerado o melhor do evento, ganhando R$ 10 mil.

Os paulistas competiram com 11 coreografias: seis de jazz, três danças contemporâneas, um balé clássico de repertório e uma dança urbana. Durante a semana, já haviam classificado sete delas com um primeiro lugar, quatro segundos e dois terceiros, recebendo também cinco indicações aos prêmios especiais. Além disso, conquistou o prêmio de melhor dança contemporânea.

Os demais indicados ao prêmio de melhor grupo do festival foram: Balé Jovem e Balé Juvenil de São Vicente (SP); Eliane Fetzer Centro de Dança, de Curitiba; Grupo Roseli Rodrigues e Ritmos Base, de São Paulo; Grupo Sigma, de Bauru (SP); Núcleo Artístico Ballet Margô, de Caxias do Sul (RS); Programa Dançando na Escola – Escola Municipal Governador Pedro Ivo Campos, de Joinville (SC).

Vencedores por gênero

Os primeiros colocados em cada subgênero (solo feminino e masculino, duo e conjunto) das duas categorias (júnior e adulto) em todos os oito gêneros terão vaga garantida para se apresentar na edição seguinte do Prêmio Desterro com coreografia de igual combinação, sem necessidade de passar pelo processo seletivo. Já os melhores de cada gênero, além da premiação de R$ 1 mil, ganharam direito a concorrer no Passo de Arte – Competição Internacional de Dança, ano que vem, em Indaiatuba (SP).

*Melhor balé clássico: Núcleo Artístico Ballet Margô, de Caxias do Sul (RS)

*Melhor balé clássico de repertório: Balé Jovem de São Vicente (SP)

*Melhor dança contemporânea: Grupo Raça Centro de Artes, de São Paulo

*Melhor dança de salão: Identidade Cênica, de Curitiba

*Melhor dança popular: Sheila’s Ballet, de Sorocaba (SP)

*Melhor dança urbana: Ritmos Base, de São Paulo

*Melhor jazz: Skiante Cia. de Dança, de Florianópolis

*Melhor sapateado: Garagem da Dança, de Florianópolis

Prêmio Destaque

O Prêmio Destaque, no valor de R$ 2 mil, foi para o Balé Jovem de São Vicente (SP), pelo conjunto de obra de balé clássico, balé clássico de repertório e dança contemporânea.

Os demais indicados foram: Com Passo Cia. de Dança, de São José dos Campos (SP), Grupo Roseli Rodrigues, de São Paulo, Grupo Sigma, de Bauru (SP), e Núcleo Artístico Ballet Margô, de Caxias do Sul (RS), pela coreografia; Programa Dançando na Escola – Escola Municipal Governador Pedro Ivo Campos, de Joinville (SC), pelo figurino; Associação Parafolclórica Angelina Blahobrazoff, de Balneário Piçarras (SC), pela pesquisa; e Rubia Marques do Nascimento, da Skiante Cia. de Dança, de Florianópolis, como bailarina revelação.

Melhor coreógrafo

O prêmio de melhor coreógrafo no valor de R$ 1 mil foi para Roberto Skiante, que criou trabalhos de dança contemporânea e jazz para a Skiante Cia. de Dança, de Florianópolis.

Demais indicados: Ana Carolina Tomioshi, do Sheila’s Ballet, de Sorocaba (SP); Bruna Miragaia, da Com Passo Cia. de Dança, de São José dos Campos (SP); Diego Tavares, da Seed’ance Company, de Florianópolis; Fernanda Araujo, do Laboratório da Dança Fernanda Araujo, de Santa Bárbara d’Oeste (SP); Gabriel Braga, do Grupo Sigma, de Bauru (SP); Gabriel Rosário, do Studio de Dança Aracy de Almeida, de Praia Grande (SP); Jhean Allex, do Grupo Roseli Rodrigues, de São Paulo; Marina Coura, da Garagem da Dança, de Florianópolis; e Milton Coatti, do Phalibis Studio de Dança, de São Paulo.

Melhores bailarinos

Os melhores bailarina e bailarino receberam prêmio de R$ 500 cada um. Barbara Mel Pereira, do Grupo de Dança Camila Lorenzetti, de Barra Velha (SC), foi a escolhida entre 15 indicadas. Já entre os homens, foi eleito Danilo Capucci, do Espaço de Arte Simone Capucci, de Jacareí (SP), à frente de outros nove indicados.

Espetáculo

O Prêmio Desterro 2017 reuniu cerca de 1.300 bailarinos do Amazonas, Bahia, Minas Gerais, Paraná, Rio de Janeiro, Rio Grande do Sul, Santa Catarina, São Paulo e Sergipe, que concorreram a uma premiação total de R$ 22 mil com 302 coreografias, números recordes na mostra competitiva do evento.

Elas foram avaliadas por João Wlamir, do Rio de Janeiro; Rodrigo Pires, de Niterói (RJ); Chris Matallo, Kika Sampaio e Tati Sanchis, de São Paulo; Erika Novachi, de Indaiatuba (SP); Edson Santos, de Guarulhos (SP); Rui Moreira e Tindaro Silvano, de Belo Horizonte; Henrique Rodovalho, de Goiânia; Edson Nunes, de Porto Alegre; Carmen Hoffmann, de Pelotas (RS); Amarildo Cassiano e Denys Nevidomyy, de Joinville (SC); Vovo Uantpi, de Criciúma (SC); Bia Mattar, Daniel Pozzobon, Lidiani Emmerich e Milton de Andrade, de Florianópolis.

Prêmio Desterro online:

Site: www.premiodesterro.com.br

Facebook: facebook.com/festivaldedanca

Twitter: @premiodesterro

Foto da Capa: “Centrípeta”, de João Pirahy. Grupo Raça Centro de Artes, de São Paulo – Foto: Claudio Etges – Divulgação

SIGA-ME NAS REDES: 
Siga o egonoticias: http://instagram.com/egonoticias
Siga o Editor: https://twitter.com/rodolfobracali
Siga o Editor: https://www.facebook.com/blogueiroimprensa/
Veja todos os  posts de Rodolfo Bracali:  http://egonoticias.com/autor/rodolfo-bracali/
Tags
Mostrar Mais

Rodolfo Bracali

Nascido na Argentina, Rodolfo Bracali mora no Brasil a 17 anos, é Blogueiro de Imprensa. Atualmente seu interesse principal é a notícia, especializado em Assessoria Gastronômica e Webdesign.

Artigos Relacionados

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Close

Adblock Detectado

Considere nos apoiar desabilitando o bloqueador de anúncios